Outubro Rosa: conscientização e prevenção do câncer de mama

Prevenção ainda é o melhor remédio para o câncer de mama

Um mês inteiro dedicado à prevenção e conscientização sobre o câncer de mama. Este é o Outubro Rosa, um marco no calendário que vai muito além das fronteiras culturais e socioeconômicas; e hoje é reconhecido em todo o mundo. Seu principal símbolo é um laço cor de rosa, que representa a luta contra a doença e é figura indispensável em todas as campanhas relacionadas ao assunto.
A primeira grande ação do Outubro Rosa aconteceu em Nova York, em 1990. O laço cor-de-rosa, lançado naquele ano pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, foi distribuído aos participantes da primeira “Corrida pela Cura”, realizada nas ruas da Big Apple. Desde então, cidades de todo o mundo vem incorporando ações ao Outubro Rosa, que incluem monumentos iluminados pela cor rosa, maratonas, desfiles e várias atividades beneficentes cujos fundos são revertidos para estudo e tratamento do câncer de mama.
O câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres e a principal dificuldade no diagnóstico é que ele é indolor. Por isso, o autoexame é fundamental: ao apalpar os seios, é possível perceber nódulos (caroços) na mama e investigar mais a fundo. A boa notícia é que o tratamento está cada vez mais avançado, menos agressivo – e quanto mais cedo o câncer de mama for diagnosticado, maiores as chances de cura – atualmente, as chances de cura são em torno de 95%.
Não fique de fora: aproveite o Outubro Rosa para visitar seu ginecologista e fazer os exames regulares. A partir dos 35 anos, já é possível fazer a mamografia em laboratórios especializados. A partir dos 40, o exame deve ser feito todos os anos.


Nenhum Comentário »

Deixe um comentário